Segunda-feira, 13 de Março de 2006

Lisboa do Céu Azul

                                

                                       (Imagem recolhida na Internet)

                         Lisboa do Céu Azul

 

Aponta o Azul o elevador de Santa Justa

De um céu limpo e aberto de Primavera

E nasce no voo da gaivota uma quimera

Pois sonhar nesta cidade nada nos custa

 

Sonhar que o Azul está repleto de Severas

E de bravos marinheiros e antepassados

Indo nas caravelas dos flocos esbranquiçados

Das nuvens sugestivas e lindas deveras

 

E riscam velozes o anil do azul do céu

Viuvas andorinhas de negro vestidas

Até aos mil beirais de telhas envelhecidas

 

Enquanto a varina de braços fortes ao léu

Mostra da canastra o que do mar se colheu

Frutos de azuis e das nuvens neles reflectidas

 

                                  13 de Março de 2006

sinto-me:
tags:
publicado por Paulo César às 15:01
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Lisboa do Céu Azul

.arquivos

. Maio 2010

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Setembro 2008

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds