Segunda-feira, 24 de Abril de 2006

25 de Abril

25 de Abril

 

Não é meu nem teu, nem de ninguém

É do povo e vive em plena rua

Banhado pelo nosso sol e nossa lua

É um passo dado para mais além

 

Deveria ser trabalho para todos nós

Pão, e um mundo de oportunidades

Pontes a unir pessoas e cidades

E para todos direito a terem voz

 

Abril é de facto data muito especial

Mas não tem donos como se apregoa

Nasceu no meio das ruas desta Lisboa

 

E derramou-se por todo o nosso Portugal

Onde cada homem é do outro mais igual

E pelos seus sonhos navega e voa!

 

Poema escrito a 24 de Abril de 2006

 

sinto-me:
tags:
publicado por Paulo César às 13:57
link do post | comentar | favorito
|
8 comentários:
De oteudoceolhar a 24 de Abril de 2006 às 17:52
Vamos a ver se consigo...mais uma tentativa ao infrigir as regras do patronato ;)....Sentes-te português...ora e onde está um português cabem sempre mais dois ou três:P...e em Abril águas mil;). Denoto pelo meio de tanto Abril e Portugal uma ternura sem igual (olha eu a rimar);)...Já agora "meu " Poeta, está a fazer concorrência a mim ;) com uma foto magnifica (estou a brincar quanto á concorrência), está linda muito muito linda :)....E agora aquele que é sempre sempre para ti um beijo n´oteudoceolhar ***
De oteudoceolhar a 24 de Abril de 2006 às 17:55
Consegui amanhã já posso vir ver-te logo cedinho...quer dizer amanhã é feriado ;). Tu entendeste :)....e sorte hoje até fui a primeira;) por isso um mimo a mim faz favor. Hoje estou meio tan tan está visto ;) jinhosss manda tb para a nossa Milu linda;)
De mestrinho a 24 de Abril de 2006 às 17:58
Lindo.. Verdadeiras palavras que intuem o significado da liberdade. Meu parabéns pelo excelente poema.
Abraços
De Maria Papoila a 24 de Abril de 2006 às 21:07
Paulo! Até que enfim! Uma poema lindo sobre o 25 de Abril e a Liberdade! Beijo
De Pipinhas a 25 de Abril de 2006 às 12:33
o 25 d abril e lindo, e deve ser sempre lembrado por todos nos e pelas gerações vindouras, como o dia em que portugal foi livre, ao fim de 40 anos d escravidão. viva o 25 d abril! viva a liberdade! paulinho, tens andado desaparecido, e eu também..lol. bjinhus
De antipodas a 21 de Abril de 2007 às 00:03
Não tenho alma de poeta nem sei fazer rimas, como tal o meu comentário é feito de outra forma, citando Sophia de Mello Breyner Andresen, grande poetisa:

25 DE ABRIL
"Esta é a madrugada que eu esperava
O dia inicial inteiro e limpo
Onde emergimos da noite e do silêncio
E livres habitamos a substância do tempo"


De nāgarī a 25 de Abril de 2008 às 18:37
É pena que não veja a realidade do Nosso Portugal, do país que temos agora. Se nesses anos vivíamos em ditadura, em ditadura vivemos agora (dissimulada lá está). Leis sobre partidos, despedimentos de altos cargos por opções políticas são todas realidades com as quais lido dia-a-dia. Se ao menos os podres do Sr. Eng.º José Sócrates fossem revelados, tais como os de Salazar assim o foram.
De adversa a 12 de Abril de 2010 às 11:30
eu procurava algo mais simples mas se calhar nao foi possivel voces criarem uma porcaria tao grande...:(

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. GUARDA-CHUVA MÁGICO

. TERRA SOALHEIRA - NOTÍCIA...

. Terra Soalheira - CONVITE...

. O MEU ADEUS A ARMANDO SEV...

. a tua mão

. NO TEU OMBRO

. ...deixar o dia escorrer....

. PARABÉNS DOUTORA

. MAIS UM ANJO QUE VELA POR...

. PORQUÊ?!!!!

.arquivos

. Maio 2010

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Setembro 2008

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds