Sexta-feira, 26 de Maio de 2006

Homem o mais raro Bem

Homem o mais raro Bem!

 

Parecem invisíveis as marcas da indiferença

Mal se percebem no traçar do teu caminho

Essa ausência de atenção e de carinho

De quem parece que nem sequer pensa

 

Mas ao teu lado Ele permanece no que pena

E a erosão da tua fluida passagem sem olhar

Acaba por ficar e o Seu coração magoar

Por isso muda de peça, de texto e de cena

 

Saúda-O ao menos na tua breve passagem

No Raio de Sol que te beija pela manhã.

Que não lhe seja indiferente, nem hostil, nem vã

 

a tua jornada. E qual a pressa na tua viagem?

Pois por mais pressa, urgência ou voragem

Cabe guardar a cada Bem um pouco do teu afã

 

26 de Maio de 2006

sinto-me: Agradecido
música: RR
publicado por Paulo César às 14:17
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. GUARDA-CHUVA MÁGICO

. TERRA SOALHEIRA - NOTÍCIA...

. Terra Soalheira - CONVITE...

. O MEU ADEUS A ARMANDO SEV...

. a tua mão

. NO TEU OMBRO

. ...deixar o dia escorrer....

. PARABÉNS DOUTORA

. MAIS UM ANJO QUE VELA POR...

. PORQUÊ?!!!!

.arquivos

. Maio 2010

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Setembro 2008

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds